Vitória e alegria de Nakajima. Boas notícias em noite inquieta do FC Porto

Penálti falhado, expulsão e mais uma noite inquieta no Dragão. Boas notícias: o golo de Evanilson com assistência de Nakajima, que mostrou recuperar a alegria. E a vitória: FC Porto 1-0 Gil Vicente

Mais uma noite inquieta do FC Porto. Depois de três jogos sem vitórias, a equipa demorou meia hora a entrar em jogo. Sérgio Conceição recorreu aos três defesas, mas só quando libertou Corona para o ataque a equipa mostrou os dentes. Foi assim, aliás, que o golo surgiu, com o mexicano a começar o golo de Evanilson, com assistência de Nakajima.

Aliás, o japonês regressou à titularidade e mostrou significativas mudanças após largos meses de conflitos internos. Com Nakajima, a equipa é mais rápida a ferir os adversários. Com o número 10 mudou também o paradigma: os levezinhos fizeram a equipa jogar - Nakajima, Corona, Fábio Vieira... No banco, Sérgio Oliveira, Marega, os pesos-pesados, literalmente e em termos de influência na equipa.

Nakajima não fez um jogo brilhante, mas pareceu mais integrado e solidário. Pareceu mais alegre. E a alegria é um combustível a que um criativo não se pode negar. Perto do intervalo, depois de Corona soltar Zaidu na esquerda, a bola chegou ao japonês, que serviu Evanilson para o único golo do jogo. O golo da vitória.

Antes, com três defesas e Manafá e Corona a fazerem os corredores, foi o Gil que conseguiu colocar problemas. Não propriamente a criação de grandes oportunidades, mas lances em que mais lucidez poderiam ter colocado o FC Porto em sérias dificuldades.

A segunda parte foi marcada pelos lances de sorte e azar. De competência e de incompetência. O penálti, após remate de Nakajima ter batido no braço aberto de Ygor, foi parado por Denis - remate forte de Uribe, defesa do guarda-redes do Gil.

O FC Porto criava alguns momentos de perigo, mas verdadeiras oportunidades de golo só aos 62". Primeiro, Evanilson insistiu e conseguiu cruzar contra um defesa, fazendo a bola embater na barra. A bola sobrou para Nakajima, que rematou forte para defesa difícil de Denis. No seguimento, Corona serviu Fábio Vieira, que disparou forte, mas com um defesa a bloquear a bola.

Pouco depois, Zaidu teve uma entrada imprudente e de carrinho atingiu Joel. Viu o segundo cartão amarelo e foi expulso. A equipa demorou uns minutos a recompor-se e até acabou em cima do Gil, que tentava rentabilizar a superioridade numérica, mas sem sucesso.

O FC Porto regressou aos triunfos em mais uma noite inquieta, depois de ter perdido com o Marítimo e empatado com o Sporting, na I Liga; e ter perdido há três dias no terreno do Manchester City. Uma série em que sofreu oito golos, travada esta noite.

Quarta-feira, o FC Porto recebe o Olympiakos na segunda jornada da fase de grupos da Champions e o Gil Vicente, que sofreu a primeira derrota da temporada, visita o Sporting, para acertar calendário (jogo da 1.ª jornada da I Liga).

Mais Notícias