V. Setúbal 0-0 Tondela. Aflição, desespero e polémica

Nulo no Bonfim mantém o Vitória um ponto acima do Tondela, primeira equipa em zona de descida, num jogo conflituoso e polémico

O V. Setúbal tentou, carregou, aproveitou a segunda parte em superioridade (Ricardo Alves viu dois amarelos em nove minutos, 36' e 45'), mas não conseguiu bater Cláudio Ramos, que fez o 66.º jogo consecutivo na I Liga. E no fim, podia ter perdido o jogo.

Minuto 90'+4', contra-ataque rápido de Murilo, José Semedo caído no relvado dentro da área, o avançado do Tondela avança para se enquadrar com o golo, mas o defesa sadino trava a marcha da bola com o braço, estendido. Fábio Veríssimo não apitou e esperou pelo VAR. E este mandou seguir.

Se o jogo já seria tenso em quaisquer circunstâncias, com a frustração de não marcar e o sacrifício de jogar com dez uma partida tão importante, o vulcão explodiu. Os jogadores do Tondela cercaram o árbitro, houve discussões acesas dentro do relvado e até fora. Joãozinho foi ter com os adeptos do Tondela e foi preciso que vários colegas o tirassem dali, evitando um desfecho pior para o defesa, completamente descontrolado.

Agora, ambos seguem com a corda na garganta, mas nada que uma vitória inverta momentaneamente, já que o pelotão de aflitos leva muitas equipas.

Veja a classificação aqui.

Mais Notícias