Tottenham de Mourinho estava a vencer por 3-0... mas deixou-se empatar em 12 minutos

Spurs cederam empate surpreendente com o West Ham (3-3), este domingo, na quinta jornada da Premier League.

"Pensávamos que tínhamos o jogo controlado e não tínhamos..." O desabafo de Mourinho mostra um pouco do desalento do Tottenham depois de desperdiçar uma vantagem de três golos. A vencer por 3-0, a equipa do técnico português sofreu três golos em 12 minutos e empatou na quinta jornada da Liga inglesa de futebol (3-3).

Nada fazia prever este desfecho, já que, à entrada para os últimos 10 minutos de jogo, o Tottenham beneficiava de uma vantagem de três golos, com a dupla Son Heung-Min e Harry Kane a funcionar na perfeição. O sul-coreano inaugurou o marcador logo no arranque - mais precisamente aos 46 segundos - e fez o sétimo golo na Premier League.

Pouco depois, seria a vez de Son retribuir a assistência de Harry Kane, aos oito minutos, antes de o capitão do Tottenham bisar, aos 16, concluindo um cruzamento de Reguilón e chegando aos cinco golos na prova, na qual o Tottenham tem o melhor ataque, com 15 golos.

Tal como sucedeu na vitória da época passada (3-2), na estreia de Mourinho, os spurs voltaram a facilitar diante do West Ham, só que, desta vez, cederam mesmo o empate. Os hammers reduziram através do paraguaio Fabian Balbuena, aos 82 minutos, e de um autogolo de Davison Sánchez, aos 85, antes de Lanzini operar o golpe de teatro aos 90'+4'.

Num jogo marcado pela estreia de Gareth Bale pelo Tottenham, sete anos depois de ter rumado ao Real Madrid, a equipa de Mourinho perdeu a possibilidade de igualar o Liverpool no segundo lugar, sendo agora sexta, com oito pontos, mais um do que o West Ham.

"Quero dar mérito ao West Ham e não analisar as nossas responsabilidades neste resultado. Para mim, é fácil elogiar o West Ham. Estiveram a perder por 3-0 na maior parte do jogo. Não tiveram oportunidades e no final marcaram e a confiança subiu. Tiveram sorte, mas talvez tenham merecido essa sorte. Tivemos azar, mas talvez o tenhamos merecido", disse frustrado, mas resignado Mourinho: "Isto servirá de lição para a equipa."

Crystal Palace falha assalto ao topo

O Crystal Palace esteve perto de subir aos lugares cimeiros da Premier League, graças a um golo de Wilfried Zaha, aos 19 minutos, de grande penalidade, só que acabou por sofrer o empate (1-1) do Brighton nos derradeiros instantes, aos 90, através do argentino Alexis Mac Allister.

Sheffield United e Fulham continuam sem vencer ao fim de cinco rondas realizadas, mas somaram o primeiro ponto na prova, depois de terem empatado 1-1, num encontro no qual o extremo português Ivan Cavaleiro foi titular nos londrinos.

Ademola Lookman marcou para os cottagers, aos 77 minutos, mas seria o sérvio Aleksandar Mitrovic a destacar-se na partida, ainda que pela negativa. Além de ter falhado uma grande penalidade, cometeu ele próprio uma falta dentro da área do Fulham, permitindo que Billy Sharp repusesse a igualdade para os blades, aos 85.

Mais Notícias