Tempestade perfeita da dupla Son e Kane na primeira vitória a Mourinho

Tottenham venceu, este domingo, o Southampon, por 5-2, na segunda jornada da Premier League. Sul-coreano marcou quatro golos, enquanto o inglês marcou um e fez quatro assistências, merecendo o título de homem do jogo para o técnico português.

Son e Kane formaram uma dupla letal para o Southampton e ofereceram a primeira vitória na edição 2020-21 da Premier League, depois da derrota com o Everton na estreia. Este domingo, o Tottenham de José Mourinho venceu, por 5-2.

Um dia depois de os spurs anunciarem a chegada do seu filho pródigo, Gareth Bale, por empréstimo do Real Madrid, os dois avançados tiveram uma tarde inspirada, com o sul-coreano a fazer um póquer (quatro golos), com assistências do inglês, que ainda marcou mais um golo. Talvez por isso, no final do jogo, o técnico nacional tenha interrompido a entrevista rápida de fim de jogo de Kane para dizer que ele foi o melhor em campo, arrancando sorrisos ao inglês.

O início não foi bom para a equipa de Mourinho, que viu a sua equipa a perder a partir dos 32 minutos, com um golo de Ings, o que parecia antever nova entrada em falso, depois de na jornada inaugural ter perdido em casa com o Everton (1-0). Foi uma fase de algum desnorte da equipa londrina, que fez temer o pior, mas o guarda-redes Hugo Lloris, com algumas intervenções de classe, manteve a equipa no jogo, até chegar a dupla perfeita e o jogo em profundidade, ao jeito de Son.

O sul-coreano foi assistido por Kane, aos 45'+2', 47', 64' e 73', e o internacional inglês ainda fez o 5-1, aos 82, numa recarga a um primeiro remate de Lamela. Para os the saints, Ings ainda bisou, de grande penalidade, aos 90'.

O jogo foi de recordes, para Son por ter alcançado o seu primeiro póquer na Liga Inglesa, competição em que nunca tinha marcado mais de dois golos num jogo, enquanto Kane foi o primeiro da história a estar diretamente ligado a cinco golos.

Ainda este domingo, o campeão inglês de futebol Liverpool venceu (2-0) com uma demonstração de força o candidato Chelsea, num jogo que os blues começaram a perder com a expulsão do defesa dinamarquês Christensen perto do intervalo. Ainda sem contar com o português Diogo Jota, contratado no sábado, os reds venceram com dois golos de Sadio Mané.

Já o Leicester juntou-se ao quarteto de líderes da I Liga inglesa de futebol, ao vencer na receção ao Burnley por 4-2.

Na segunda-feira, a segunda jornada encerra com a receção do Wolverhampton, de Nuno Espírito Santo, ao Manchester City, e do Aston Villa ao Sheffield United.

Mais Notícias