Sérgio Conceição diz que a expulsão com o Paços foi "a mais ridícula"

O treinador do FC Porto revelou aquilo que disse ao árbitro Nuno Almeida após a derrota com o Paços de Ferreira na última jornada.

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, garantiu este sábado que a forma como foi expulso no último jogo da I Liga, em Paços de Ferreira, foi "a mais ridícula" da sua carreira de técnico.

"No final do jogo, como faço sempre, fui cumprimentar o árbitro e, quando voltei as costas, há um comentário a dizer que a minha cara era sempre a mesma. Voltei para trás e vejo o amarelo antes de começar a falar, e eu digo: Amarelo porquê? Eu queria falar dos quatro minutos. E nesse momento, levo o vermelho. É inacreditável. É ridículo", revelou Sérgio Conceição, admitindo que "houve alturas" em que mereceu ser expulso, mas também houve outros momentos em que se sentiu "injustiçado". "Lembro-me de ter sido expulso por festejar efusivamente um golo, quando estava no Olhanense; de ter sido expulso por pisar o relvado um metro; mas esta, para mim, foi a mais ridícula", frisou.

"No fim perguntei ao árbitro por que me expulsou e ele disse: 'Expulsei-te não por algo que tivesses dito ou por falta de respeito, mas pela tua cara.' Toda a gente estava a ouvir", assumiu Sérgio Conceição.

O técnico dos dragões deixou claro que o grupo já superou o desaire da última ronda do campeonato, frente ao Paços Ferreira (3-2) e que todos já "assumiram a responsabilidade" pelo sucedido. "Foi um mau jogo, talvez o pior da minha carreira como treinador, e já tive oportunidade de dizer isto aos jogadores. Mas, estes tropeções acontecem, já não há nada a fazer. Temos de olhar para aquilo que podíamos ter feito e estar agora em alerta com os próximos adversários", afirmou.

O próximo oponente é o Portimonense, ao qual Sérgio Conceição deixou elogios, lembrando as "dificuldades" que criou à sua equipa na época passada, também num jogo do Estádio do Dragão, já com Paulo Sérgio a comandar os algarvios. "Ganhámos 1-0 com um golo a acabar o jogo. É uma equipa com bons jogadores e um coletivo interessante e que vai querer fazer o seu jogo. Vamos ver como se vão apresentar em termos estruturais. Estamos preparados para as diferentes situações do Portimonense e para vencer", assumiu.

Para este desafio, Pepe ainda não estará disponível, por não ter recuperado de uma lesão no pé esquerdo. No entanto, Sérgio Conceição aproveitou para aplaudir a renovação do defesa-central "pelos valores que Pepe transmite de ambição, competência e grande paixão que tem no seu dia a dia". "Esse espírito único de nunca estar satisfeito com o que se conseguiu, tal como o FC Porto. Estamos muito contentes com uma renovação que é normal e natural", analisou.

Mais Notícias