Rochele Nunes conquista o bronze no Grand Slam de judo

A judoca portuguesa conquistou a quinta medalha ao serviço da seleção nacional de judo.

A judoca Rochele Nunes conquistou este domingo a medalha de bronze na categoria de +78 kg do Grand Slam de Paris de judo, conquistando o único pódio da comitiva portuguesa na prova.

A portuguesa bateu, no combate pelo terceiro lugar, a tunisina Nihel Cheikh Rouhou, por ippon, depois de ambas já terem marcado um waza ari, no sexto combate do dia para a judoca lusa.

Antes, começou por vencer a cazaque Kamila Berlikash, na estreia, a que se seguiu a francesa Anne Fatoumata Bairo, a porto-riquenha Melissa Mojica e a argelina Sonia Asselah, em três combates decididos por ippon.

Nas meias-finais, defrontou a bielorrussa Maryna Slutskaya, que a derrotou ao fim de 2.34 minutos, caindo para o combate pelo bronze, no qual recolheu a única medalha da participação portuguesa na prova de Paris.

Esta é a quinta medalha de bronze a título individual de Rochele Nunes desde que passou a representar Portugal e deixou o Brasil, depois do Grande Prémio de Telavive, o Grand Slam de Ecaterimburgo, o Grande Prémio de Tbilissi e o Grand Slam de Brasília, a que se soma uma medalha de prata nos Jogos Europeus do mesmo ano por equipas.

Antes, dois outros judocas falharam o bronze na repescagem, após terem atingido as meias-finais, casos de Bárbara Timo (-70 kg) e Anri Egutidze (-81 kg), que acabaram por se classificar em quinto lugar.

A judoca começou por bater a alemã Alina Boehm por ippon, a holandesa Sanne van Dijke com um waza ari, a espanhola Maria Bernabéu por ippon e a sueca Anna Bernholm com waza ari, num combate de quase oito minutos.

Depois de perder, nas meias-finais, com a japonesa Yoko Ono ('ippon'), a luta pelo bronze sorriu à britânica Gemma Howell, que aplicou um ippon para vencer o combate.

Já Egutidze, registou três triunfos por ippon para chegar às meias-finais: frente a Robin Pacek (Suécia), Etienne Briand (Canadá) e Kamoliddin Rasulov (Uzbequistão), antes de perder também por ippon frente ao belga Matthias Casse, já nas meias-finais.

Frente ao canadiano Antoine Valois-Fortier, o português tentou chegar à medalha ao longo de 6.31 minutos, mas acabou por ceder ippon ao adversário.

Campeão do mundo de -100 kg em 2019, recaíam sobre Jorge Fonseca expectativas altas para a prova parisiense, mas o luso só disputou dois combates, vencendo o primeiro, frente a Adnan Khankan, da equipa de refugiados da Federação Internacional de Judo, por ippon.

Mais tarde, frente ao russo Arman Adamian, o português acabou derrotado em 1.56 minutos, também por ippon, ficando arredado da competição.

Yahima Ramírez ficou pelo caminho nas eliminatórias de -78 kg, ao perder com a russa Antonina Shmeleva, por ippon, já depois de vencer, pelo mesmo modo, Shu Huei Hsu Wang, de Taiwan, na estreia.

No sábado, apenas Telma Monteiro chegou às meias-finais, e por isso pôde disputar medalhas, mas uma desclassificação no combate com Sumiya Dorjsuren, da Mongólia, por um gesto involuntário que poderia magoar a oponente, impediu-a de disputar, depois, o combate pela medalha de bronze, uma decisão que a portuguesa já criticou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG