Revelação de Pinto da Costa. Mourinho aceitou treinar o FC Porto meia época

Quando Lopetegui deixou os dragões, o líder portista contactou Mourinho para assumir o clube até ao final da época. "Mas o Manchester United não autorizou, porque estávamos na mesma prova europeia", revelou Pinto da Costa.

Jorge Nuno Pinto da Costa cumpre nesta sexta-feira 38 anos na presidência do FC Porto. A data foi recordada no programa "FC Porto em casa", da FC Porto TV, com depoimentos exclusivos de Jorge Costa e Vítor Baía, dois jogadores históricos dos dragões. E do próprio presidente portista, que aproveitou para contar uma história desconhecida até hoje sobre José Mourinho.

Na época 2015-16, quando Julen Lopetegui deixou o comando técnico dos dragões, Pinto da Costa pediu a José Mourinho para assumir a equipa por um período de seis meses. E o regresso só não aconteceu porque o Manchester United, que já tinha um acordo com o Special One para a época seguinte, não deixou.

"Há umas épocas, quando ficamos sem treinador a meio da época e depois veio o Luís Castro, abordei o José Mourinho, que tinha contrato com o Manchester United para a época seguinte, e perguntei-lhe se podia vir para o FC Porto até final da época. Ele e disse logo que vinha, mas o Manchester United não autorizou, porque estávamos na mesma prova europeia. O Mourinho estava disponível para vir fazer meia época", contou o presidente dos dragões.

Pinto da Costa recordou também o dia em que contratou José Mourinho em 2002. "Falei com o José Mourinho para ele vir para o FC Porto no dia 28 de dezembro, no dia dos meus anos. Combinámos em minha casa e que eu acendia as luzes três vezes. Mas, as pessoas que me acompanhavam nunca mais saíam de minha casa. Eu bem abria a boca com sono. Mas só à meia-noite é que foram embora de minha casa", recordou.

No programa FC Porto em casa, Jorge Costa garantiu que "há um FC Porto antes e outro após Jorge Nuno Pinto da Costa". E Vítor Baía disse tratar-se de "um líder carismático, importantíssimo no crescimento de um clube extraordinário".

Jorge Nuno Pinto da Costa chegou à presidência do FC Porto em abril de 1982, sucedendo a Américo de Sá. Na altura, os dragões contavam no palmarés com apenas sete títulos de campeão nacional, quatro Taças de Portugal e uma Supertaça Cândido de Oliveira, entre as provas em que ainda se competem atualmente.

Pinto da Costa é o presidente que detém o recorde de títulos conquistados no futebol mundial e já ultrapassou o recorde de longevidade de Santiago Bernabéu, que esteve 35 anos na presidência do Real Madrid.

Jorge Costa: "Há um FC Porto antes e outro após Jorge Nuno Pinto da Costa. Tinha dez anos na altura da primeira eleição [1982] e não tenho grandes recordações do FC Porto antes de Pinto da Costa. Como somos bem informados soubemos de tudo o que era antes o clube e, hoje, qualquer portista e desportista reconhece que o FC Porto após Jorge Nuno Pinto da Costa tornou-se no que se tornou hoje em dia, um clube à escala mundial, com sucesso nacional e internacional. Acho que uma figura como nosso presidente está de parabéns diariamente."

Vítor Baía: "É um líder carismático, importantíssimo no crescimento de um clube extraordinário como o nosso clube. Iremos ouvir para sempre todos os feitos incríveis. Lembramo-nos da dificuldade que tínhamos em termos de relação entre norte e sul e o que sofríamos em termos de imprensa daquela altura. E tudo isso, juntamente com estratégias delineadas pelo presidente, fomos quebrando e fomos emancipando-nos como clube de topo e ultrapassando sem dar pisca os nossos adversários. Tornámo-nos nos mais vitoriosos a nível internacional."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG