"Estou velho". Rafael Nadal é o quarto tenista da história a chegar aos 1000 triunfos

O espanhol Rafael Nadal tornou-se no quarto tenista da história a vencer 1000 encontros na Era Open, ao derrotar o compatriota Feliciano López na segunda ronda do Masters 1.000 de Paris.

O triunfo, por 4-6, 7-6 (7-5) e 6-4, conseguido em duas horas e 30 minutos, foi o 1000 da carreira do número dois mundial, que se junta ao norte-americano Jimmy Connors (1274), ao suíço Roger Federer (1242) - o único ainda no ativo -, e ao checo Ivan Lendl (1068) no restrito lote de tenistas a atingir a emblemática barreira na Era Open, iniciada em 1968.

No início de outubro, Nadal, de 34 anos, igualou o recorde de torneios do 'Grand Slam' de Federer, ao conquistar o seu 13.º título em Roland Garros.

Hoje, diante do 64.º tenista mundial, o maiorquino disputou o primeiro encontro desde que celebrou o seu 20.º 'major' na terra batida parisiense.

"É uma grande conquista para mim. Estou orgulhoso de muitas coisas na carreira, principalmente porque enfrentei alguns desafios em termos de lesões", disse Nadal. "Mas eu sempre tive a paixão de continuar e a humildade de continuar a lutar quando as coisas não estão a correr como esperamos".

Nadal, cuja primeira vitória no ATP Tour aconteceu em abril de 2002, quando tinha apenas 15 anos, é o quarto na lista de todos os tempos, atrás de Jimmy Connors, que lidera com 1.274 vitórias, 32 mais do que o segundo classificado na lista de todos os tempos, Roger Federer.

"Uma coisa negativa sobre chegar a estas 1.000 vitórias, é que são um sinal de que estou velho", acrescentou Nadal, de 34 anos, entre sorrisos. "Mas estou muito feliz."

Ivan Lendl é o outro tenista que também ultrapassou a barreira das 1.000 vitórias (1068).

Na próxima ronda, Nadal, o primeiro cabeça de série do Masters 1000 de Paris, vai defrontar o australiano Jordan Thompson, 61.º da hierarquia ATP.

Mais Notícias