Dyego Sousa é reforço do Benfica e já pensa voltar à seleção

Avançado brasileiro que é internacional português chega à Luz por empréstimo de um ano dos chineses do Shenzhen.

Agora é oficial. Dyego Sousa, 30 anos, é reforço do Benfica. O antigo avançado do Sp. Braga chega à Luz na condição de cedido pelos chineses Shenzhen, por um ano, e é mais uma opção para o ataque de Bruno Lage. Vai vestir a camisola 20.

"O Benfica é um clube que tem uma dimensão enorme, sempre lutou por mim, sempre quis a minha contratação. Por isso é um prazer enorme. Não tenho as palavras certas para falar. Estou feliz por poder representar este clube. Estou a ver a dimensão do Benfica por dentro. Tinha uma noção por fora e agora, de dentro, vemos que era maior do que imaginávamos", referiu o jogador à Benfica TV, não escondendo que espera poder voltar a representar a seleção portuguesa.

"Sim, também é um objetivo. Já estive lá e agora espero atráves do Benfica dar o máximo e estar a jogar e em destaque. Depois logo se vê. As coisas acontecem naturalmente. Sempre tive o sonho da seleção, já lá estive e se acontecer vai ser naturalmente", disse, voltando ao Benfica: "É como disse o mister, para jogar no Benfica tem de se correr, todos os jogadores têm esse espírito e mostram isso em campo."

Dyego Sousa deu nas vistas no Sporting de Braga, mas antes de assinar pelos arsenalistas o jogador nascido em São Luís do Maranhão, no nordeste do Brasil, representou também o Leixões, Tondela, Portimonense e Marítimo.

A melhor temporada do avançado foi na época passada, quando marcou 20 golos em 41 jogos disputados pelo Sp. Braga. No Shenzhen, no últiomo semestre de 2019, apontou três golos em 10 jogos.

Dyego Sousa tornou-se a 27 de março de 2019 no sétimo jogador naturalizado português a representar a seleção nacional, quando entrou aos 73 minutos para o lugar de André Silva no jogo com a Ucrânia, no Grupo B de apuramento para o Europeu de 2020, curiosamente realizado no Estádio da Luz.

No verão de 2019, o Sp. Braga vendeu o avançado ao Shenzhen Football Club, da China, por 5,4 milhões de euros. Agora está de regresso a Portugal para representar o Benfica.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG