O que faziam gaiolas com pombos no Estádio José Alvalade?

Um vídeo publicado nas redes sociais do Aberdeen revelou a insólita presença das aves no recinto desportivo. A explicação é simples e tem a ver com uma praga de pombos selvagens que come as sementes da relva do campo.

Uma gaiola com pombos no Estádio José Alvalade despertou a curiosidade do Aberdeen, o adversário eliminado pelos leões na terceira pré-eliminatória da Liga Europa. O clube divulgou várias imagens do estádio antes do jogo, onde dá para ver uma gaiola de pombos no interior do estádio do Sporting. "Coisas que não esperas ver num estádio de futebol", escreveu o Aberdeen na legenda ao vídeo divulgado no Instagram do clube.

As imagens tornaram-se virais nas redes sociais. Mas o que fazia uma gaiola com pombos em Alvalade? A explicação é simples e tem a ver com uma praga de pombos selvagens que fazem das sementes da relva do campo um petisco muito apreciado.

Segundo soube o DN a situação tornou-se de tal forma incomportável que obrigou o clube a recorrer a uma empresa para eliminar ou controlar de praga, de forma a ter o tapete verde nas melhores condições no arranque da época.

O método consiste em espalhar gaiolas pelo relvado atraindo as aves com as sementes que tanto procuram, capturando-as em seguida. A última intervenção foi feita na véspera do jogo europeu com os escoceses. As gaiolas foram depois colocadas numa zona das bancadas que é aberta e tem circulação de ar, mas já foram entretanto devolvidas à natureza na esperança que desistam de procurar alimento longe de Alvalade.

Ainda segundo soube o DN, o Sporting não gostou da brincadeira do Aberdeen, uma vez que as imagens foram captadas numa zona interdita aos escoceses.

A praga dos pombos selvagens é um problema que assola quase todos os clubes... cada um com o seu método. O Valencia, por exemplo, recorreu a ajuda especializada. Os responsáveis pela manutenção do relvado do clube espanhol decidiram mesmo comprar três águias e uma coruja para afugentarem as pombas que comem as sementes lançadas no relvado.

Mais Notícias