Liga confirma: Vitória de Setúbal-Sporting joga-se mesmo no sábado

Clubes não se entendem e Liga diz jogo será sábado às 20.30. Treinador dos sadinos, Júlio Velázquez, diz que vai apresentar uma "equipa de merda" e que será "uma situação não da nona divisão, mas sim terceiro mundista".

O jogo entre o Vitória de Setúbal e o Sporting vai manter-se no sábado, confirmou a Liga Portuguesa de Futebol Profissional, depois de os dois clubes não terem chegado a acordo para a alteração, numa reunião realizada esta sexta-feira

A Liga convocou representantes das duas equipas da I Liga para uma reunião, na qual o Vitória de Setúbal reiterou o seu pedido de adiamento para uma data a acordar com o Sporting, devido ao vírus que assola o seu plantel.

"Esta hipótese só será ponderada pelo Sporting caso o Vitória aceite fazer uma junta médica que ateste a condição física dos jogadores, na qual esteja integrado o diretor clínico do emblema de Alvalade, João Pedro Araújo. Este foi um cenário recusado pelo presidente e diretor desportivo do Vitória FC, pelo que a Liga, respeitando o que está regulamentado, mantém o jogo entre os dois clubes para o horário e dia previamente agendado", refere o organismo em comunicado.

Esta sexta-feira à tarde, o treinador do Vitória de Setúbal assumiu que, caso a receção dos sadinos ao Sporting venha mesmo a acontecer neste sábado (20.30), vai apresentar uma "equipa de merda", pois só quatro jogadores não tiveram qualquer sintoma do vírus que se alastrou pelo plantel sadino.

"Pode acontecer qualquer coisa, porque os jogadores estão muito mal. Não é um processo claro. É uma situação muito instável. Só tenho quatro jogadores que não tiveram nada. Espero que o jogo que se adie. Seria uma situação inconcebível. Seria uma situação não da nona divisão, mas sim terceiro mundista. Seria uma equipa de merda... Se não tenho jogadores, o que vão ver? Que equipa vão ver, se tem 40º de febre?", questionou Júlio Velázquez, em conferência de imprensa.

O técnico espanhol frisou que "o acordo tem de ser entre clubes" e revelou o teor da conversa que teve com o homólogo do Sporting, Silas. "Liguei-lhe duas vezes. Ele não atendeu, mas mandei-lhe mensagem e agradeço de coração, que ele voltou a ligar-me de volta e falámos com respeito. Expliquei-lhe a nossa situação e ele argumentou a situação deles, mas percebeu perfeitamente a nossa. Gosto de dizer sempre a verdade. Expliquei tudo a cem por cento e ele argumentou que fevereiro é um mês difícil. Admitiu que não se importava de jogar noutra data. A data que falámos seria início de março. Falámos da data três, quatro ou cinco. A data também não é perfeita porque jogamos com o Benfica, mas disse com sinceridade que preferia. Neste momento a minha prioridade é a saúde dos meus jogadores, essa é a minha grande preocupação."

Velázquez admitiu que adiar o jogo para março seria "perfeito", mas a Liga remeteu a resposta para os regulamentos, que indicam que "nestas situações tens quatro semanas para jogar o jogo". "Há uma data possível, nem eu nem o Silas nos importamos de jogar em março. Ele percebeu, perfeitamente, a nossa situação e eu também percebo a deles. Agora isto é uma situação de caráter. Vamos fazer um exercício de bom senso. Jogamos em março e não fazemos figuras tristes como temos feito desde há dois dias", acrescentou.

O timoneiro sadino alertou ainda para se olhar para o "bem-estar dos jogadores". "Não é depois, quando for tarde, porque um jogador teve uma paragem cardiorrespiratória, que vamos pôr todos as mãos na cabeça", atirou. "Falamos de jogadores que estão numa situação grave. Gosto muito de Portugal e da Liga portuguesa, mas há que entender que temos de favorecer o que interessa: a saúde dos jogadores. Eu entendo, perfeitamente, a situação do Sporting, mas vamos fazer um exercício de coerência. Numa situação excecional temos de atual como tal e procurar o bem-estar e saúde dos jogadores e o bem-estar da Liga. O que eu sei é que não vou pôr em risco a saúde dos jogadores. Se ao minuto vinte ficamos com seis jogadores em campo porque não dá para jogar mais, então se é isto que queremos na Liga portuguesa...", concluiu.

O Vitória de Setúbal pediu o adiamento do jogo com os leões, devido a um surto gripal no plantel, mas o Sporting rejeitou o pedido, alegando uma sobrecarga no calendário.

O Sporting, quarto classificado, com 26 pontos, visita o Estádio do Bonfim, em Setúbal, em jogo da 16.ª jornada da I Liga, para defrontar o Vitória de Setúbal, oitavo, com 19, numa partida agendada para sábado, às 20:30.

Mais Notícias