Mourinho continua sem vencer e soma mais uma polémica

O Tottenham não foi além do empate 1-1 em Burnley. No final da partida, o treinador português atirou-se ao seu jogador Ndombélé.

José Mourinho continua numa fase complicada da sua carreira. É que, depois da eliminação da Taça de Inglaterra a meio da semana, o seu Tottenham somou o quinto jogo consecutivo sem vencer, desta vez para a Premier League, não conseguindo melhor que o empate 1-1 na visita ao Burnley, em jogo da 29.ª jornada.

E a tendência é para piorar, pois na próxima terça-feira desloca-se à Alemanha para defrontar o RB Leipzig, depois de ter perdido em Londres por 1-0. Os spurs vão tentar, em casa da equipa sensação da Liga dos Campeões, inverter o resultado e conseguir o apuramento para os quartos-de-final, algo que nesta altura são poucos os adeptos que acreditam ser possível.

A partida deste sábado em Burnley foi mais do mesmo, um Tottenham sem alma e que cedo se viu a perder quando Chris Wood abriu o marcador logo aos 13 minutos.

Com o português Gedson Fernandes no banco de suplentes, a reação dos londrinos surgiu no início da segunda parte quando Dele Alli transformou um penálti e conseguiu a igualdade 1-1, que se registou no final.

Além de mais uma escorregadela, Mourinho colecionou outra polémica, pois ao intervalo substituiu o médio francês Ndombélé e no final do jogo ouviu uma reprimenda pública do treinador português na conferência de imprensa. "Ele tem de saber que tem de fazer muito melhor, porque eu não posso continuar a dar-lhe oportunidades para jogar, a equipa é muito mais importante. É meu dever tentar melhorar a equipa, mas os treinadores também precisam que os jogadores cooperem com a sua evolução e desenvolvimento", disse.

Sobre o jogo, Mourinho explicou que o problema esteve na primeira parte: "Não tínhamos jogadores do meio-campo para pegar a bola e assumir a responsabilidade de avançar pelas costas. Muitas vezes tivemos que demorar muito, porque os jogadores estavam escondidos. No segundo tempo, mostraram-se mais vezes."

O Tottenham ocupa o oitavo lugar da classificação com 41 pontos, mais um que o Arsenal que venceu o dérbi com o West Ham, por 1-0, graças a um golo de Lacazette.

Melhor classificado está Nuno Espírito Santo, apesar de o seu Wolverhampton não ter ido além do empate 0-0, em casa, com o Brighton. Com Rui Patrício, Rúben Neves, João Moutinho, Rúben Vinagre, Diogo Jota e Daniel Podence, os Wolves somaram um ponto que mantêm para já a equipa no quinto lugar, embora corra o risco de este domingo ser ultrapassada pelo Manchester United, que joga o dérbi com o City.

Mais Notícias