Morreu o histórico jogador e treinador de futebol Jack Charlton

O inglês que jogou toda a vida ao serviço do Leeds e que foi selecionador da equipa irlandesa ​​​​​​​tinha 85 anos. Morreu de doença prolongada.

Morreu Jack Charlton, o histórico jogador e treinador inglês de futebol que foi campeão do mundo em 1996. Tinha 85 anos e morreu, esta sexta-feira, na sua casa em Northumberland, na sequência de uma doença prolongada, confirmou a família, em comunicado.

O futebolista jogou, durante toda a sua carreira no Leeds. No seu site, o clube inglês manifestou tristeza com o desaparecimento do "craque", lembrando que este jogou durante 23 anos ao serviço da equipa. Bateu inclusive um recorde de jogos pelo Leeds United: 773 e tornou-se no nono melhor marcador da equipa, com 96 golos, apesar de ser defesa central. "O Big Jack fez parte da era de maior sucesso do clube até hoje".

"O contributo de Charlton para o futebol e para o Leeds nunca serão esquecidos", pode ler-se na página do clube, onde o antigo futebolista é descrito como "honesto, gentil, engraçado, genuíno, e sempre com tempo para as pessoas". "Ele permanecerá. E é improvável que os seus recordes no Leeds sejam superados".

Jack Charlton, irmão mais novo de Bobby Charlton, chegou ao clube com apenas 15 anos, em 1950, mas no campo viria a estrear-se três anos depois numa partida contra o Doncaster Rovers, em Elland Road, que terminou empatada a um. Integrou a equipa que conquistou a Liga em 1969 e a FA Cup em 1972.

Com a seleção britânica - onde disputou 35 jogos e marcou seis golos - foi Campeão do Mundo em 1966. Um ano depois foi nomeado o melhor jogador do ano pela Associação de Escritores de Futebol do Reino Unido.

O seu último jogo foi a 28 de agosto de 1973 contra o Southampton, mas não deixou o futebol. Depois de se retirar dos campos, iniciou uma carreia como treinador. Passou pelo Middlesbrough, Sheffield Wednesday e Newcastle United, tendo sido o selecionador da República da Irlanda durante o Euro 1988 e nos Mundiais de 1990 e 1994.

Jack Charlton teria sido diagnosticado com um linfoma no ano passado, tendo também indícios de demência, de acordo com a televisão inglesa BBC. É a terceira lenda do Leeds com participação também na seleção a morrer este ano, depois de Norman Hunter e Trevor Cherry.

Mais Notícias