Morreu Ângelo Martins, bicampeão europeu pelo Benfica

O antigo defesa tinha 90 anos e além de futebolista ficou ligado à descoberta de grandes jogadores do clube da Luz. O Benfica decreta três dias de luto.

O bicampeão europeu Ângelo Martins morreu este domingo aos 90 anos. Era um guerreiro dentro do campo, que fez parte parte da defesa nas duas finais da Taça dos Campeões Europeus ganhas sob o comando de Bela Guttmann. Ao serviço dos encarnados fez 280 jogos e marcou quatro golos.

Trata-se de uma das grandes figuras dos tempos áureos do Benfica, nos anos de 1960, tendo conquistado sete títulos de campeão nacional, cinco Taças de Portugal, além das duas Taças dos Campeões Europeus em 1961 e 1962. Foi ainda internacional português por 20 vezes.

Foram 13 anos de águia ao peito como futebolista, mas muitos mais como treinador e detetor de talentos dos encarnados, ficando ligado à descoberta de grandes jogadores da história do clube da Luz, como Humberto Coelho, Nené, João Alves, Rui Jordão, Artur Correia, Shéu, Vítor Martins e Fernando Chalana, entre outros.

O Benfica decretou entretanto três dias de luto do clube, tendo o presidente Luís Filipe Vieira deixado uma mensagem no site oficial no qual apresenta "as mais sentidas condolências à família e amigos de Ângelo Martins". "Um dos nossos eternos bicampeões europeus e um dos símbolos que ficará para sempre na história do nosso clube. Ângelo Martins, jogador de raça e um dos obreiros da imagem e mística de 'jogar à Benfica', onde, entre 1952 e 1965, venceu duas Taças de Campeões, sete Campeonatos Nacionais e cinco Taças de Portugal, pertenceu àquela geração de ouro e gloriosa, marcante nas nossas memórias", pode ler-se.

O candidato às eleições do Benfica, João Noronha Lopes, também deixou uma mensagem no Twitter na qual recorda Ângelo, classificando-o como "um dos maiores" do clube. "A memória de Ângelo Martins permanecerá viva na grandeza do Sport Lisboa e Benfica, que a ele deve eterna gratidão. Foi, verdadeiramente, um dos ases que nos honraram o passado", escreveu.

Mais Notícias