Ministro da Educação diz que não há contactos para organizar Mundial2030

Tiago Brandão Rodrigues diz não ter conhecimento de qualquer proposta envolvendo Portugal, Espanha e Marrocos, e lembra que os regulamentos da FIFA não autorizam este tipo de candidaturas porque são de duas confederações diferentes

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, disse esta segunda-feira que não tem "conhecimento formal de nenhuma comunicação oficial relativamente a uma candidatura tripartida" de organização do Mundial2030 de futebol, com Espanha e Marrocos, avançada pelo primeiro-ministro espanhol.

Segundo o diário espanhol El País, Pedro Sánchez avançou, numa visita a Rabat, a intenção de organizar o Mundial2030 com os três países, tendo apresentado a ideia ao primeiro-ministro marroquino, Saadedín Al Othmani, e ao rei daquele país africano, e a proposta "está a ser bem recebida pelas autoridades".

Aos jornalistas, à margem da conferência Corações Capazes de Construir, na Gulbenkian, Brandão Rodrigues explicou não ter "nenhum conhecimento formal de nenhuma comunicação oficial relativamente a uma candidatura tripartida".

"Pelo que entendo, até, os regulamentos da FIFA não autorizam (este tipo de candidaturas), porque são de duas confederações diferentes", acrescentou o governante, referindo-se à filiação regional de Portugal e Espanha com a UEFA, e de Marrocos com a CAF.

Ainda assim, o ministro declarou que poderá dar mais informações aos jornalistas "no caso de haver algum tipo de contacto oficial", mas que não se ia alongar em comentários neste momento, uma vez que também soube das declarações de Pedro Sánchez pelo El País.

A possibilidade de receber o Mundial2030 foi esta segunda-feira apresentada numa reunião entre os primeiros-ministros espanhol e marroquino, e será depois entregue também ao rei Mohamed VI.

Marrocos candidatou-se à organização do campeonato do mundo de futebol em 2026, mas foi derrotada pela candidatura conjunta de Estados Unidos, Canadá e México, sendo que Espanha tem aspirações a receber o Europeu de 2028 ou o Mundial dois anos depois.

Mais Notícias