José Mourinho revela a única vez que chorou após uma derrota

Em entrevista ao jornal Marca, o treinador português conta o episódio que viveu no Real Madrid, depois de ter sido afastado da final da Champions no desempate por penáltis. "Tínhamos a melhor equipa da Europa", garante.

José Mourinho revelou em entrevista ao jornal desportivo espanhol Marca a única vez que chorou após uma derrota na sua carreira. Foi, precisamente, na época 2011-12 quando treinava o Real Madrid e foi eliminado nas meias-finais da Liga dos Campeões frente ao Bayern Munique, em pleno Estádio Santiago Bernabéu, no desempate por penáltis.

"Foi a única vez, em toda a minha carreira, que chorei depois de uma derrota", revelou o agora treinador do Tottenham. "Lembro-me bem. Eu e o Karanka [treinador adjunto], parados à frente da minha casa, dentro do carro, a chorar... Naquela época éramos os melhores. Tínhamos a melhor equipa de Espanha e da Europa, por isso foi tão duro engolir a eliminação da Champions com o Bayern", explicou o treinador português.

Nessa temporada, o Real Madrid sagrou-se campeão espanhola e bateu os recordes de pontos e golos numa só edição da Liga espanhola. Algo que Mourinho diz ter sido "muito importante porque aconteceu num período especial de domínio do Barcelona", que na altura tinha Pep Guardiola como treinador.

"Acabar com o domínio do Barcelona e, ainda por cima, consegui-lo com esses recordes tornou o feito ainda mais importante, pois foi da melhor maneira possível. Ganhámos a Liga, mas também fizemos história", frisou o treinador português, recordando que essa equipa tinha "uma identidade de jogo adaptada às características dos jogadores, além do talento de grandes futebolistas".

"O Real Madrid era uma equipa que estava sempre muito bem organizada em campo e cada um sabia perfeitamente o que fazer", acrescentou. "Conseguíamos fazer transições explosivas, muito rápidas e diretas ao objetivo, sempre com os olhos a baliza, com ligações quase imparáveis. Tínhamos grandes jogadores que jogavam como uma verdadeira equipa e essa era a chave de tudo. Íamos a Camp Nou ou ao Calderón a sentir que éramos os melhores. tínhamos uma motivação enorme", disse Mourinho.

O treinador português não esconde o orgulho por ter sido o único a conseguir ser campeão em Inglaterra, Espanha e Itália. "Esse é o meu hat-trick. Continuo a ser o único treinador a tê-lo conseguido", sublinhou.

Mais Notícias