Ex-jogador do Benfica em estado grave após queda em falésia no Chipre

Carlitos, de 27 anos, e a namorada, de 22, sofreram acidente quando passeavam de moto 4 e caíram de um penhasco com mais de 40 metros no Chipre. Jogador fez parte da formação no Benfica.4

O futebolista português Carlitos, de 27 anos, sofreu um grave acidente de moto 4 no Chipre, país onde representa o DOXA da I Divisão. Tudo aconteceu no domingo à tarde quando o veículo que conduzia, e onde seguia também a namorada, de 22 anos, caiu numa falésia com mais de 40 metros.

O casal encontra-se internado em estado considerado muito grave no Hospital Geral de Pafos, a sudoeste da ilha de Chipre. O acidente deu-se num penhasco no parque nacional de Akamas, no noroeste do território cipriota, quando Carlitos e a namorada faziam o trajeto entre dois dos principais pontos turísticos da região: Banhos de Afrodite e a Lagoa Azul.

O local do acidente tinha acessos muito difíceis, pelo que o casal acabou por ser resgatado por via marítima através de uma embarcação da Polícia Portuária e Marítima cipriota, tendo sido levados para o porto de Latsi e depois, de ambulância, para o hospital.

Em declarações à rádio Super Sport FM, Nikos Konstantinou, vice-presidente do DOXA, revelou que as namorada de Carlitos está numa situação "mais grave", uma vez que "tem lesões nas vértebras, na bacia, no baço e nos rins". Já em relação ao futebolista será transferido nas próximas horas para um hospital da capital Nicósia onde será "submetido a uma cirurgia ao maxilar", sendo que "o seu estado é menos grave".

"Apesar de tudo, eles acabaram por ter sorte, pois há alguns meses dois russos morreram no mesmo local e nas mesmas circunstâncias", frisou o dirigente, fazendo votos que "ambos deixem de estar em risco de vida".

Carlitos, que cumpre a segunda época seguida no DOXA, foi formado no Benfica e no Estoril, antes de rumar ao Sintrense para o primeiro ano de sénior, em 2012/13. O extremo direito, natural de Almada, foi depois para o Chipre onde estava a fazer a sétima temporada, embora em 2019 tenha representado o Wisla Plock, da Polónia, e o Kaysar, do Cazaquistão.

Mais Notícias