Conselho de Disciplina abre inquérito ao V. Setúbal-Sporting

O órgão disciplinar pretende apurar o alcance dos incidentes registados antes do jogo entre os presidentes dos dois clubes na tribuna do Bonfim. Foi arquivado o caso Portimonense-Sporting da Taça da Liga.

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol decidiu abrir um processo de inquérito ao jogo V. Setúbal-Sporting, realizado no passado sábado, no Estádio do Bonfim, a contar para a 16.ª jornada da I Liga.

Na base desta decisão, comunicada esta terça-feira, estão alegados incidentes que terão ocorrido antes do início da partida na tribuna presidencial do Bonfim. Refira-se que os presidentes dos dois clubes, Vítor Hugo Valente e Frederico Varandas, se envolveram numa troca de palavras e são esses factos que o CD pretende que sejam esclarecidos, depois das notícias que surgiram após a partida.

Nesse sentido, foram pedidos relatórios policiais, cabendo agora à Comissão de Instrutores averiguar para depois o Conselho de Disciplina tomar uma decisão sobre os alegados incidentes.

Refira-se ainda que o CD decidiu arquivar a queixa do Portimonense contra o Sporting, relativo ao jogo da 3.ª jornada da fase de grupos da Taça da Liga, segundo a qual os algarvios reclamavam que os leões não tinham respeitado os regulamentos da prova, alegando que a equipa de Alvalade não tinha utilizado dois jogadores formados localmente, uma vez que defendiam que Bruno Fernandes não preenchia esses requisitos.

O CD defende na sua decisão a "inexistência de indícios da prática de qualquer infração disciplinar" por parte do Sporting.

Mais Notícias