Bruno Fernandes e Ronaldo decisivos no regresso da Champions

O médio do Manchester United bisou no triunfo diante do Basaksehir, enquanto o CR7 fez o empate na difícil vitória sobre o Ferencváros, que já valeu o apuramento à Juventus. Barcelona, Chelsea e Sevilha também já estão nos oitavos de final da Liga dos Campeões.

Bruno Fernandes e Cristiano Ronaldo estiveram em destaque no regresso da Liga dos Campeões, que esta terça-feira teve os primeiros jogos da 4.ª jornada da fase de grupos. É que ambos marcaram e contribuíram para a vitória das respetivas equipas.

Em Old Trafford, o Manchester United fez valer o seu maior poderio diante dos turcos do Basaksehir e venceu por 4-1. E o descomplicador foi ligado bem cedo com Bruno Fernandes a marcar dois golos nos primeiros 19 minutos. O primeiro surgiu quando na sequência de um canto a bola chegou à entrada da área, onde o médio português aplicou um forte remate que levou a bola direitinha para o fundo da baliza.

Não demorou até Bruno Fernandes voltar a faturar, desta vez à ponta-de-lança, na pequena área, a aproveitar um erro do guarda-redes Mert Günok.

E a verdade é que o médio português até poderia ter chegado ao hat trick na primeira parte, mas o treinador Ole Gunnar Solskjaer mandou Marcus Rashford marcar o penálti que ele próprio sofreu aos 35 minutos.

No segundo tempo, os red devils levantaram um pouco o pé do acelerador, acabaram por sofrer um golo da autoria de Deniz Türüç, mas nos instantes finais Daniel James fez o resultado final.

No outro jogo do grupo H, o Paris Saint-Germain recebeu e venceu o RB Leipzig, por 1-0, graças a um penálti marcado pelo brasileiro Neymar logo aos 11 minutos.

Com este resultado, os campeões franceses igualaram os alemães no segundo lugar, ambos com seis pontos, menos três que o Manchester United.

Juve e Barça garantem apuramento

A surpresa chegou a pairar em Turim, onde os húngaros do Ferencváros se colocaram em vantagem frente à Juventus logo aos 19 minutos, através do albanês Myrto Unzuni.

No entanto, ainda antes do intervalo, Cristiano Ronaldo fez o empate com um remate colocado, sem hipótese para o guarda-redes Dénes Dibusz. CR7 fez o o seu nono golo em sete jogos oficiais pela Vecchia Signora, mas apenas o primeiro na Champions no seu segundo jogo na prova.

No segundo tempo, a Juventus deu o tudo por tudo para chegar ao triunfo que lhe daria o apuramento, no entanto viu Bernardeschi e Alvaro Morata acertarem nos ferros. O treinador Andrea Pirlo só pôde respirar fundo aos 90+2 minutos, quando Morata cabeceou para o fundo da baliza húngara, após um excelente cruzamento de Juan Quadrado. O resultado de 2-1 mostra bem as dificuldades que a Juve sentiu perante um adversário bastante combativo.

Quem também já garantiu o apuramento foi o Barcelona, mesmo deixando Messi em casa a descansar. Na Ucrânia, o Dínamo Kiev foi impotente para lidar com os catalães, que contaram com Francisco Trincão no onze e golearam por 4-0.

Os golos apareceram apenas na segunda parte através do defesa-direito holandês Sergiño Dest, do dinamarquês Braithwaite, que marcou dois golos, o segundo dos quais na transformação de um penálti, e do francês Griezmann, que fechou o marcador.

Haaland, aquela máquina

No grupo F, o norueguês Erling Haaland voltou a fazer das suas na vitória do Borussia Dortmund sobre o Club Brugge, por 3-0. Desta vez bisou e já leva seis golos, liderando assim a lista de melhores marcadores da Liga dos Campeões. Aliás, Haaland tem um registo incrível esta épocas, pois já leva 17 remates certeiros em 13 jogos ao serviço da equipa alemã.

O norueguês de 20 anos é uma autêntica máquina de fazer golos, pois nos primeiros 12 jogos que fez na Champions já marcou por 16 vezes algo Messi (um) e Ronaldo (zero) estiveram muito longe de alcançar na primeira dúzia de partidas na principal prova da UEFA.

Jadon Sancho marcou o outro golo que deixa o Dortmund a apenas um ponto do apuramento para os oitavos-de-final da Champions.

Na outra partida, a Lazio recebeu e venceu os russos do Zenit por 3-1, um resultado que deixa os italianos também perto do apuramento, graças a dois golos de Ciro Immobile e um de Marco Parolo. Pela equipa de São Petersburgo, que apenas tem um ponto conquistado, marcou Artem Dzyuba.

Chelsea e Sevilha já estão nos oitavos

Tudo resolvido no grupo E, onde Chelsea e Sevilha venceram os seus jogos e garantiram de imediato o apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campeões, uma vez que têm ambos dez pontos, contra apenas um de Rennes e Krasnodar.

Em França, o Chelsea arrancou nos instantes finais um triunfo por 2-1 diante do Rennes. Os londrinos abriram o marcador aos 22 minutos pelo jovem Hudson-Odoi, tendo o sétimo classificado da liga francesa chegado ao empate por Sehou Guirassy aos 85 minutos. Quando já se pensava que o resultado estava feito, eis que Olivier Giroud marcou e deu o triunfo à equipa treinada por Frank Lampard.

Já na Rússia a grande notícia da noite foi a de que o Sevilha não irá vencer a Liga Europa 2020-21, uma vez que assegurou a presença nos oitavos de final da Champions aos 90+5 minutos, através de Munir El Haddadi.

Isto numa partida que começou praticamente com o golo de Ivan Rakitic, ao qual o Krasnodar respondeu no início do segundo tempo pelo brasileiro Wanderson. Acabou por ser o hispano marroquino a fixar o resultado final em 2-1.

Mais Notícias