Suspeita de covid-19 adia jogo entre República Checa e Escócia para a Liga das Nações

O jogo entre República Checa e Escócia, a contar para o segundo dia da Liga das Nações e que devia realizar-se na segunda-feira (7 de setembro), foi adiado depois de dois jogadores checos terem sido colocados de quarentena, foi anunciado este sábado.

"A seleção nacional não jogará contra a Escócia na segunda-feira na sequência da decisão das autoridades e da situação sanitária por causa da pandemia do coronavírus", anunciou a Federação Checa através da sua conta no Twitter.

Este jogo, que iria ser disputado em Olomouc, na República Checa, integra a Liga B da Taça das Nações - o equivalente à segunda divisão da competição.

A decisão de cancelar o jogo foi tomada depois de suspeitas de infeção por covid-19 em dois jogadores da seleção Checa.

De acordo com a agência France Press, o médio do West Ham, Tomas Soucek, e o avançado da AS Roma, Patrik Schick, não compareceram no jogo de sexta-feira, em que a República Checa venceu a vizinha Eslováquia por 3-1, por terem estado em contacto com um membro da direção da seleção nacional checa, que testou positivo para a covid-19 no início da semana.

Após este jogo, a seleção checa suspendeu todos os treinos "com efeitos imediatos", adiantou a Federação numa nota, em que salienta a sua preocupação de que o "vírus se possa espalhar ainda mais".

A Federação Escocesa de Futebol (SFA), por seu lado, escreveu na sua conta no Twitter após o jogo contra Israel, em Hampden (1-1), na noite de sexta-feira, ter tido conhecimento de "informações indicando que a República Checa iria desistir de disputar o jogo de segunda-feira".

"Não recebemos nenhuma notificação oficial da Federação checa, mas contactámos a UEFA", afirma a SFA.

Mais Notícias