Bruno de Carvalho: "Não vou à Assembleia. Amanhã vai valer tudo"

Presidente leonino na RTP3 falou, pela última vez, antes da reunião magna. Acusou juízes e pediu aos sócios, para além da não destituição, que metam um requerimento para fazer sair imediatamente Marta Soares, Torres Pereira e Henrique Monteiro

Bruno de Carvalho falou pela última vez antes da Assembleia Geral que é vital para saber se continua à frente dos destinos do Sporting.

O presidente em exercício acusou os juízes de estarem ao serviço de interesses, devido ao facto de terem indeferido todas as providências que colocou. Disse também que espera que os sócios, caso optem pela não destituição, coloquem um requerimento para afastar imediatamente Jaime Marta Soares, pois só assim voltará a colocar os pés em Alvalade.

Frisando com frequência que podia estar a falar pela última vez como presidente garantiu que vai reconhecer os resultados e que não vai à ASsembleia. E deixou uma garantia: "Eu sei o que me estão a preparar. Amanhã vai valer tudo."

Frases fortes de Bruno de Carvalho

"Não vou à Assembleia. Ia no cenário em que propus e em que se parava com estes processos todos, os sportinguistas não merecem o que se está a passar. Os estatutos são claros, quem não é sócio não pode ir à AG e eu não sou sócio, estou suspenso, não podem brincar com os estatutos, faziam-nos especial favor de nos deixarem ir lá para exercermos o contraditório"

"Não sou pessoa de sondagens, em fevereiro foram 90%, vamos ver o resultado, espero que tudo corra bem. Lamento que nos tenham suspendido para não nos darem a hipótese de nos defendermos na Assembleia. Ele [Marta Soares] diz que validou os votos em notário e eu digo que isso é impossível. Porque é que ele não deu o nome do notário? Porque não há notário"

"Reconhecerei os resultados porque toda a gente tem limites. Marta Soares disse que se tinha demitido, que o CF se tinha demitido e apelou a que nos demitissem. O que diz a lei? Diz que o Conselho Diretivo tem que assegurar o funcionamento do clube"

"Se calhar é a última vez que falo como presidente"

"As providências cautelares que colocámos... arrisco-me a dizer que foram todas indeferidas. Vou assumir que o Sporting está sob assalto e lamento que juízes vistam outras causas que não a causa da justiça"

"Não acha estranho que uma pessoa que não tem razão nenhuma e convide três pessoas para um debate e ninguém apareça?"

"Eu sei o que me estão a preparar para amanhã, vai valer tudo"

"Se têm tanta razão arrasavam-me num debate, na Assembleia Geral e eu saía pela porta pequenina"

"Não é estranho que se conheça o concurso da empresa de auditoria para amanhã e depois descobre-se que uma pessoa dessa empresa tem 12% da Cofina que é o grupo que mais me tem atacado. Não acha isso pouco cordial por parte de Jaime Marta Soares?"

"Como Marta Soares não acedeu ao meu apelo para fazermos uma Assembleia digna vou dizer isto: se a AG decorrer dentro da normalidade independentemente dessa empresa e eu for destituído eu nunca mais ponho os pés no Sporting. Se for votada a não destituição, se os sportinguistas a bem não fizerem com que Marta Soares e as comissões tirem as consequências politicas e desaparecerem do Sporting, isso e os processos, eu ganho a assembleia e volto a não por os pés no Sporting e proíbo a entrada deles até que os sportinguistas decidam o que fazer com ele"

"Se impugnasse a Assembleia ganhava, essa eu tenho a certeza. Se eu continuar, os sócios estão a dizer que não querem Marta Soares, Torres Pereira e Henrique Monteiro. Se perderem que digam que se afastam"

"Se os sócios decidirem que ficamos nós em questão de duas, três semanas recuperamos o que Marta Soares fez perder"

"O Conselho Diretivo pediu que o boletim fosse sim (significa a saída do CD), não (a continuidade do CD). Marta Soares embirrou a com a palavra 'significa'"

Mais Notícias