Sporting vence prémio ECA de 2021 na categoria de futebol de formação

O prémio foi entregue ao diretor do futebol de formação, Tomaz Morais, que esteve presente na Associação Europeia de Clubes. "Ganhar o campeonato com jogadores da academia foi muito importante", disse.

O Sporting venceu o prémio de 2021 da Associação Europeia de Clubes (ECA) na categoria de futebol de formação, anunciou esta terça-feira o organismo, durante a 26.ª assembleia geral, em Genebra.

O prémio foi entregue ao diretor do futebol de formação do clube, Tomaz Morais, que esteve presente na assembleia geral da ECA, em representação dos verde e brancos, juntamente com o vice-presidente Francisco Salgado Zenha.

Em declarações à ECA, publicadas nas redes sociais da associação, Tomaz Morais resumiu o "Modelo Centrado no Jogador", que esteve na base da atribuição do galardão, e frisou que a prova do valor dessa fórmula foi o título de campeão nacional 2020-21 conquistado pelo Sporting.

"Onze jogadores [formados na Academia Sporting] foram campeões na equipa principal. Não tenho palavras. Foi um sonho para todos nós. Ganhar o campeonato com jogadores da academia foi muito importante. Um momento muito especial e que provou o valor desse modelo", disse o diretor de formação dos leões.

"O Modelo Centrado no Jogador é uma abordagem holística e científica" aos jogadores e equipas da formação, que abrange "várias áreas", explicou Tomaz Morais, nomeadamente, "a técnica, a tática, científica e tecnológica, entre outras", conforme uma nota anteriormente divulgada pelo clube, aquando da nomeação para o prémio.

"Queremos que os nossos jogadores tenham uma boa educação, o caráter, os valores, os padrões, a disciplina e o compromisso, que são muito importantes para nós. Para o Sporting, a atitude é o mais importante nos nossos jogadores", concluiu Morais.

Exemplo do trabalho desenvolvido na Academia Sporting e 'representante' dos jogadores formados em Alcochete que foram campeões nacionais na última época, Tiago Tomás destacou o apoio de "toda a gente" que trabalha no clube durante o processo de formação.

"Sempre acreditei em mim, nas minhas capacidades, na minha qualidade e estive recetivo a ouvir o 'feedback' que toda a gente me dava. Isso e acreditares sempre em ti é muito importante, é o melhor conselho que posso dar", disse o avançado à ECA.

Presente no dia de encerramento da reunião magna da ECA esteve também o presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, que discursou ainda antes de ser conhecida a atribuição do prémio ao Sporting.

Os 'leões' estavam nomeados para a categoria de futebol de formação juntamente com Valência (Espanha), Ludogorets (Bulgária) e Aberdeen (Escócia).

Os prémios ECA começaram a ser atribuídos em 2010 e foram retomados este ano, após uma interrupção de três anos, iniciada em 2018.

A retoma da atribuição dos galardões ficou marcada pela primeira atribuição de sempre do prémio Presidente ECA, que foi para o Bayern Munique (Alemanha).

Além do Sporting e dos alemães, foram ainda premiados este ano o Club Brugge (Bélgica), na categoria de futebol feminino, Malmö (Suécia), pelo impacto social e PSV Eindhoven (Países Baixos), pela parceria corporativa.

Os prémios da ECA pretendem "promover e recompensar os grandes feitos dos clubes membros que podem servir como inspiração para a comunidade do futebol", explicou a associação, em comunicado, no momento da divulgação dos nomeados, em 30 de agosto.

Em 2017, o Sporting já tinha sido premiado pela ECA com o prémio de clube de futebol feminino do ano.

Outros clubes nacionais já galardoados pela ECA incluem o Sporting de Braga, em 2011, com o prémio de evolução desportiva, assim como o FC Porto, em 2010, pela sustentabilidade ambiental do Estádio do Dragão.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG