"Sacrifícios valeram a pena." Neemias marca primeiros pontos e recebe onda de elogios

Jogador português dos Sacramento Kings esteve em evidência apesar da derrota com os Cavs, ao marcar 11 pontos nos 24 minutos em que atuou. "Acho que ele se saiu muito bem e fez um ótimo trabalho", disse o treinador no final do jogo.

Mais um dia histórico para Neemias Queta na NBA. Depois de se ter estreado a 18 de dezembro, o primeiro português a jogar na melhor liga mundial de basquetebol do mundo marcou na madrugada de ontem os primeiros pontos pelos Sacramento Kings. O atleta de 22 anos, natural do Vale da Amoreira, jogou apenas 24 minutos, tempo suficiente para apontar 11 pontos, ganhar cinco ressaltos, fazer uma assistência e conseguir um roubo de bola. Os Kings perderam por 109-108 com os Cleveland Cavaliers. Mas a exibição de Neemias mereceu grandes elogios.

"Penso que o Neemias esteve muito bem. Foram os seus primeiros minutos mesmo a sério num jogo da NBA, mas fez um grande trabalho. Conseguiu alguns ressaltos e tentou finalizar ao cesto de forma forte como nós gostamos e queremos. Achei que ele esteve realmente muito bem", disse no final o treinador Alvin Gentry.

"Ele entrou para mexer com o jogo. O Neemias não tem ainda grande experiência na NBA e nós basicamente lançámo-lo para uma batalha contra três tipos de dois metros. Acho que ele se saiu muito bem e fez um ótimo trabalho. Já começamos a notar alguma experiência, e se ele começar a jogar com mais regularidade, especialmente em Stockton, isso vai ajudá-lo a longo prazo", acrescentou o técnico dos Kings.

Tyrese Haliburton, uma das estrelas da equipa de Sacramento, também exaltou a exibição de Neemias. "Estou feliz por ele. É um dos jogadores preferidos dos adeptos, da Liga e o preferido do país dele. Entrou em campo, construiu jogadas, defendeu bem e ajudou a equipa. No geral acho que fez um grande jogo. Tem estado em bom plano na G-League e não é uma surpresa ver o que ele é capaz de fazer", indicou o base.

Os elogios não vieram apenas da equipa. Também comentadores e jornalistas se renderam à exibição do português. Prova disso foi o título do texto assinado na NBS Sports, partilhado na plataforma do Yahoo: "Sacrifícios de Neemias Queta compensam em desempenho histórico pelos Kings". O jornalista escreveu ainda que o português, escolha número 39 do draft, tornou-se já muito querido entre os fãs dos Sacramento, e que com esta exibição vai certamente ganhar minutos na equipa, provavelmente já no jogo da madrugada desta quinta-feira, frente aos LA Lakers.

Dois anos sem ir a casa

Neemias estava obviamente feliz com a estreia. "Senti-me bem", disse logo após o jogo. "Senti-me mais descontraído. É só basquetebol, uma coisa que temos feito durante toda a vida, estamos confortáveis, só temos de aproveitar. O treinador disse-me para estar preparado, antes do jogo, porque ia usar-me mais tempo. Já me sentia preparado há algum tempo e aconteceu", atirou, confirmando depois que é por situações como esta que todos os sacrifícios fazem sentido: "Estar longe da família, da faculdade... houve um período em que estive dois anos sem voltar a casa para a ver a minha família. Este é o tipo de sacrifício necessário, mas que vale a pena para podermos viver experiências como esta."

O poste de 22 anos não tem tido muitas oportunidades para se mostrar na NBA, até porque os Kings têm vários jogadores para a sua posição. Desde o início do campeonato, este foi o quarto jogo pelos Sacramento (nos outros somou muito poucos minutos), mas Neemias foi dando nas vistas pelos Stockton Kings, a equipa secundária de Sacramento que disputa a liga de desenvolvimento (G-League) - Neemias tem um contrato de duas vias que lhe permite jogar nas duas formações.

Face às baixas de Richaun Holmes e Tristan Thompson, Neemias atuou ontem 24.05 minutos, mais do dobro dos 10.14 que havia somado nos primeiros três encontros na prova, sendo que não entrou de início, mas esteve em campo nos quatro parciais e na parte decisiva.
A 11 segundos do final, o rookie português teve mesmo uma recuperação de bola que deu aos Kings a última posse, mas, depois de um desconto de tempo, e em cima da buzina, De"Aaron Fox falhou o lançamento da vitória.

Neemias fez a sua parte, ao somar 11 pontos, com quatro em sete nos tiros de campo e três em quatro nos lances livres, cinco ressaltos, uma assistência e um roubo de bola, mais um turnover e quatro faltas.

Dos dez jogadores utilizados pelo conjunto de Sacramento, o português destacou-se ainda pelo facto de os Kings terem marcado mais oito pontos do que os Cavs nos 24.05 minutos em que o número 88 esteve em campo, o melhor registo de toda a equipa.
Neemias somou quatro pontos e dois ressaltos no primeiro período, em 5.36 minutos, dois pontos, dois ressaltos, uma assistência e um roubo de bola no segundo, em 7.06, e três pontos no terceiro, em 6.40.

No decisivo parcial, jogou os derradeiros 4.43 minutos do encontro, adicionando mais dois pontos e um ressalto, insuficientes, porém, para somar o primeiro triunfo na NBA: em quatro jogos, soma outros tantos desaires.
Neemias Queta, de 2,13 metros, é o primeiro português a integrar uma equipa da NBA, depois de ter sido eleito pelos Sacramento Kings no 39.º lugar do draft, realizado em 29 de julho, em Nova Iorque.

Após três anos na Universidade de Utah State, ao serviço dos Aggies, o ex-jogador do Barreirense e do Benfica propôs-se ao draft, abdicando da época de sénior, a quarta, e foi escolhido na nona posição da segunda ronda.
O internacional português acabou a carreira universitária com médias de 13,2 pontos, 9,0 ressaltos, 2,5 desarmes de lançamento e 2,0 assistências, com 59,4% nos lançamentos de campo, números que convenceram o conjunto da Conferência Oeste.

nuno.fernandes@dn.pt

Mais Notícias

Outras Notícias GMG