Real Madrid prepara contrato de 30 milhões/ano para Ronaldo

Clube quer renovar contrato e aumentar salário do avançado português, antes do Mundial 2018, avança o diário As. Termo do vínculo deve manter-se em 2021.

Para acabar com os rumores de que Cristiano Ronaldo poderia deixar a capital espanhola e também para premiar o seu rendimento desportivo, o Real Madrid prepara-se para oferecer ao avançado português um contrato de 30 milhões de euros por ano (mais 43% do que aufere atualmente). A notícia foi avançada este sábado pelo diário desportivo espanhol As, que garante que a intenção já foi comunicada pelo diretor-geral do clube, José Ángel Sánchez a CR7, que reagiu favoravelmente à oferta.

Ronaldo, estrela maior do Real Madrid, eleito melhor futebolista do mundo em 2008, 2013, 2014, 2016 e 2017, recebe atualmente 21 milhões de euros 'limpos' por ano - bem menos do que o brasileiro Neymar, do Paris SG (35 milhões), ou do que o argentino Lionel Messi, do Barcelona (45 milhões). Será para aproximá-lo desses valores que o emblema madrileno prepara a oferta de 30 milhões fixos de salário anual, mais dois milhões condicionados ao cumprimento de alguns objetivos.

Segundo o As, o objetivo de ambas as partes (jogador e clube) é fechar a renovação contratual ainda antes do início do Mundial 2018 - que começa a 15 de junho, na Rússia. O termo do vínculo deverá manter-se: no final da época 2020/21 (data em que CR7 terá 36 anos).

A concretizar-se, esta renovação contratual porá fim a meses de especulação sobre o futuro de Cristiano Ronaldo. O futebolista português, que joga no Real Madrid desde 2009, já teria rejeitado uma primeira proposta de aumento salarial, que também lhe oferecia mais nove milhões de euros, mas sujeitos ao comprimento de objetivos coletivos (conquistas do campeonato espanhol e da Liga dos Campeões, por exemplo) e individuais (conquista de prémios como o The Best, da FIFA, e a Bola de Ouro, da revista France Football). Agora, ao mesmo tempo que CR7 vive a melhor fase da época - fez 26 golos nos últimos 15 jogos, marca há 12 partidas consecutivas - o acordo parece quase selado.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG