Paddon transportado para o hospital após acidente em Ponte de Lima

O neozelandês Hayden Paddon (Hyundai i20) foi hoje transportado de helicóptero para o hospital após sofrer um acidente na sétima classificativa do Rali de Portugal, em Ponte de Lima, que levou a neutralização da prova.

Paddon liderava a sexta prova do campeonato do mundo, após seis especiais cronometradas, com 3,2 segundos de vantagem sobre o espanhol e seu companheiro de equipa Dani Sordo, e embateu numa zona de pedras, no início do troço de Ponte de Lima, tendo sido transportado para o Hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo.

"O carro teve um impacto após 2,4 quilómetros e bloqueou a etapa. Os ocupantes saíram do carro pelos seus meios, e Paddon foi levado para o hospital por precaução", lê-se no Twitter da marca norte-coreana.

Paddon, que esteve ausente na Argentina, em França e no México, cumpre o seu segundo rali do ano, depois do quinto lugar na Suécia, em fevereiro.

Também na classificativa de Ponte de Lima, o norueguês Andreas Mikkelsen (Hyundai i20) desistiu, depois de ter parado duas vezes, a contas com problemas na direção assistida do i20.

Os abandonos dos Hyundai seguem-se a uma 'razia' no primeiro dia a 'sério' da 52.ª edição do Rali de Portugal, com troços muito secos e exigentes para os pneus, que pôs fim às ambições do francês Sébastien Ogier (Ford Fiesta), pentacampeão do mundo e líder do Mundial, do estónio Ott Tänak (Toyota Yaris) e do finlandês Jari-Matti Latvala (Toyota Yaris), que vai alinhar no sábado como Rali 2.

A jornada de hoje termina com duas passagens nos 1,95 quilómetros da 'Porto Street Stage', marcada para as 19:03.

Mais Notícias