'Play-off' a seis para as últimas vagas no Mundial de 48 seleções

África passa a ter nove seleções na competição e a Ásia oito

A FIFA pretende levar a cabo um 'play off entre seis equipas, para preencher os últimos dois lugares no modelo de 48 participantes, numa proposta que precisa de retificação do Conselho do organismo.

No novo figurino de um Mundial alargado, proposto pelo presidente da FIFA, Gianni Infantino, a Europa terá 16 entradas diretas, África nove, Ásia oito, América do Norte, Central e Caraíbas (CONCACAF) seis, assim como a América do Sul, e Oceânia um, restando duas vagas, a serem definidas num minicampeonato de seis.

A ampliação está prevista para o Mundial2026 e este 'play-off' deverá ser aprovado pelo Conselho da FIFA na sua próxima reunião, agendada para 09 de maio, no Bahrein, dois dias antes do congresso da FIFA.

No 'play-off' a seis, cada Confederação, com exceção da UEFA, terá direito a uma equipa, mais uma para a Confederação que organize o Mundial, cujo anfitrião ainda está por definir.

Na proposta está também previsto que nesse torneio dois países serão cabeças de série, de acordo com o 'ranking' mundial da FIFA, e jogarão com os vencedores dos outros dois jogos, com as restantes quatro equipas 'repescadas'.

Este pequeno torneio irá disputar-se em novembro de 2025, no ano que antecede o Mundial, e no país que o organizará, servindo de competição teste.

Mais Notícias