Nova Zelândia está a um (longo e difícil) passo do Mundial

A Nova Zelândia qualificou-se esta terça-feira para o play-off intercontinental de apuramento para o Mundial 2018, onde terá pela frente o 5.º classificado da zona sul-americana.

A Nova Zelândia empatou esta terça-feira 2-2 com as Ilhas Salomão e assegurou a presença no pla intercontinental de qualificação para o Mundial de futebol de 2018, frente ao quinto classificado da América do Sul. Ou seja, a seleção oceânica está apenas a um passo do Rússia 2018... mas será um caminho difícil de trilhar, frente a uma seleção teoricamente superior.

Depois de ter conseguido uma goleada por 6-1, em casa, a Nova Zelândia foi a Honiara jogar sem uma grande parte dos seus titulares, mas confirmou a vitória na eliminatória final da fase de qualificação da zona da Oceânia (OFC).

Os All Whites chegaram aos 2-0 com um golo de Myer Beven, aos 14 minutos, e outro do defesa local Haddis Gagame, na própria baliza, aos 21. As Ilhas Salomão ainda reduziram antes do intervalo, por Micah Leaalafa, aos 28, de grande penalidade, e fixaram o resultado final aos 78, através de Henry Fa'arodo, também de penálti.

Na qualidade de representante da Oceânia, a Nova Zelândia vai disputar o 'play-off' intercontinental pela terceira vez consecutiva. A eliminatória disputa-se a duas mãos, em novembro, frente ao quinto classificado da qualificação sul-americana (COMNEBOL), que ainda está ainda por definir. Atualmente, essa posição é ocupada pela poderosa Argentina. Mas a Nova Zelândia, atual 123.ª classificada do ranking mundial, é teoricamente inferior a qualquer seleção da América do Sul (todas no top70 da tabela da FIFA).

Mais Notícias