João Crisóstomo conquista medalha de bronze

Judoca da Universidade Lusófona bateu Minkou da Bielorrússia no combate pelo terceiro lugar na categoria de -66 Kg. Segunda medalha para Portugal.

Que bem que fica o bronze a João Crisóstomo. O judoca da Universidade Lusófona foi a surpresa do dia ao eliminar adversários de peso e a conquistar um lugar no pódio. O atleta português bateu o bielorrusso Dzmitry Minkou e conquistou o bronze na categoria de -66 kg por waza-ari.

É a primeira medalha em grandes competições do judoca e a segunda de Portugal nos Europeus de judo de Lisboa, depois de Telma Monteiro ter garantido um lugar na final (prata ou ouro, eis a questão) dos -57 Kg. O objetivo é igual ou superar as quatro medalhas ganhas nos europeus de Lisboa em 2008.

Crisóstomo tinha sido surpreendido com um ippon do italiano Manuel Lombardo nas meias finais perto dos 30 segundos e relegado para a discussão do bronze na categoria de -66 kg.

Antes disso, o judoca número 63.º do mundo já tinha vencido três combates no prolongamento (golden score) e feito história ao eliminar sucessivamente o polaco Patrick Wawrzyczek (54.º), por waza-ari, o azeri Nijat Shikhalizada (21.º), por ippon, e o espanhol Gaitero Martin (nono), por ippon.

"Sabe a ouro. É inesquecível... Não sou um atleta que consegue resolver no início, pois não sou explosivo. Sempre fui de endurance, consigo levar o combate mais longe possível. Foi isso que fez a diferença. Tirando um combate, todos os outros foram no golden score. Estava mais bem preparado do que os outros", confessou o judoca no final.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG