Jesus não desiste de juntar ex-leões William e João Mário no Benfica

Jogadores enchem as medidas ao treinador encarnado desde que os treinou em Alvalade. Juntá-los na Luz é o objetivo e abre porta de saída a Gabriel, Chiquinho e até Weigl.

Jorge Jesus não desiste de juntar João Mário e William Carvalho no Benfica. O treinador, sabe o DN, quer reunir o meio campo que tinha no Sporting em 2016-17 - e que tantas garantias lhe deu - para atacar o título na temporada 2020-21. Ambos são novelas antigas, longas e com uma certa dose de rivalidade que promete aquecer o defeso. Se o médio campeão nacional pelos leões já tem acordo para cinco anos, o jogador do Bétis ainda não e levanta dúvidas depois da operação às costas a que foi sujeito no ano passado.

João Mário e William podem aumentar a lista de jogadores que jogaram pelo Benfica e Sporting ao longo da carreira. Em toda a história do futebol português, 78 futebolistas já representaram águias e leões, sendo que 15 fizeram o caminho de Alvalade para a Luz. O último foi o peruano André Carrillo, que no verão de 2016 deixou o Sporting para rumar ao Benfica.

Comecemos por João Mário. Depois de brilhar no Sporting com Jesus, mudou-se para o Inter Milão por cerca de 40 milhões de euros no verão de 2017. Não vingou no emblema nerazzurro e andou de empréstimo em empréstimo. O último aos leões, na época passada, que terminou com o título de campeão. E quando se esperava por um acordo para ficar em definitivo, o dossiê levou outro rumo.

Estava mais ou menos estipulado que o Sporting podia resgatar o médio por cerca de oito milhões de euros, mas a oferta oficial do clube de Alvalade fixou-se nos três milhões, valor considerado ofensivo por parte do clube italiano. Como o Benfica já estava na jogada há algum tempo, primeiro sondou o jogador para saber se uma mudança para a Luz era possível. E depois de chegar a um acordo com o médio para cinco anos de contrato, apresentou uma proposta ao Inter de 7,5 milhões de euros.

Agora só falta o Inter comunicar aos leões a oferta do rival, uma vez que o contrato de venda do jogador tem uma cláusula de direito de preferência leonina, e esperar 48 horas para saber se os leões igualam a oferta. Algo que não acontecerá uma vez que o Sporting não chegou às pretensões salariais do jogador - o clube tem um teto salarial de um milhão de euros livres de impostos e o jogador quer dois. Do lado do médio também não há interesse em voltar a Alvalade, por considerar que não é assim tão desejado, uma vez que terá abdicado de parte do salário para continuar, mas não houve interesse do lado leonino em que isso acontecesse.

Além disso, o clube de Frederico Varandas têm um entendimento diferente sobre a cláusula anti-rival e considera que o Inter terá de indemnizar o Sporting em 30 milhões de euros caso João Mário assine pelo Benfica. E por isso prometem dificultar a ida de João Mário para o outro lado da Segunda Circular. Algo que não assusta o Benfica, que quer apresentar o jogador já esta a semana. O médio ainda está de férias mas permanece em Lisboa, à espera de uma decisão, aproveitando para treinar com o seu personal trainer.

William com entraves

O caso de William Carvalho é mais complicado de resolver, embora até seja prioritário para Jesus. Adepto do estilo do jogador do Bétis para a chamada posição 6 (médio defensivo), as pretensões encarnadas esbarram em dois problemas.

Primeiro o facto de o Bétis querer recuperar algum do investimento que fez no verão de 2018 (15 milhões de euros por 75% do passe), mas o clube da Luz só vai até aos 12 milhões. Mas o Benfica acredita que sem mais interessados, o Bétis ceda no valor. Além disso conta ainda com a vontade do jogador, sem interessados em pagar-lhe o que os encarnados oferecem: dois milhões de euros por época.

Em segundo lugar a questão física do jogador após a operação à região lombar no ano passado. Apesar de ter voltado a jogar e de até ter integrado a seleção nacional no Euro 2020, há dúvidas sobre o rendimento do médio e se poderá voltar a ser o William de antes.

As possíveis contratações dos ex-leões colocam Gabriel e Chiquinho na porta de saída, mas também Weigl pode deixar a Luz. Os dois primeiros não entram nas contas do treinador benfiquista e o alemão é visto como negociável e fonte de rendimento extra. Contratado por 20 milhões de euros, Weigl está avaliado em 30 milhões e já foi colocado na rota do Chelsea.

Cervi no Celta de Vigo

Cervi deixou ontem o Benfica para se juntar ao plantel do Celta de Vigo (Espanha). O jogador formado no Rosário Central, clube do qual se transferiu para o Benfica por cerca de 5,6 milhões de euros, terá no Celta de Vigo a sua segunda experiência num clube europeu, depois da Luz. Contratado para fazer esquecer Gaitán, com Jorge Jesus foi utilizado apenas em 21 jogos e mais de metade nos minutos finais. O Celta pagará pouco mais de quatro milhões ao Benfica, num negócio que poderá chegar aos sete.

isaura.almeida@dn.pt

Mais Notícias

Outras Notícias GMG