Exclusivo Viet Nguyen: "Li 'Os Cus de Judas' várias vezes e usei-o como a pedra de toque para o meu romance"

O Comprometido sucede a O Simpatizante, dois dos romances mais poderosos sobre o imperialismo e a colonização norte-americana que desfizeram o Vietname e que recentemente foram replicados no abandono do Afeganistão. Desta vez, a narrativa implica a França.

É com surpresa que se ouve Viet Thanh Nguyen pronunciar o nome do escritor português António Lobo Antunes e maior ainda com o agradecimento que quer deixar nesta entrevista: "Quero partilhar consigo uma coisa... encontrei-me com António Lobo Antunes na entrega de um prémio em Itália [o Bottari Lattes Grinzane / 2018], tomámos o pequeno-almoço juntos e dei-lhe um dos meus livros traduzidos em português, o Refugiados. E disse-lhe que o seu romance Os Cus de Judas [The Land at the End of the World, nos EUA] teve uma influência enorme em O Simpatizante. Sei que ele é muito ocupado, mas pode ser que um dia me leia. Sempre achei que O Simpatizante era uma tentativa falhada de imitar Os Cus de Judas... ponha isso na entrevista, que sou fã dele e que lamento que o leitor norte-americano não seja capaz de o perceber - o que é uma tragédia."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG