Uma companhia de teatro dividida ao meio apresenta-se em duas salas de Lisboa

Os auéééu - Teatro estreiam "F" esta quarta-feira no Teatro Nacional D. Maria II e no Teatro São Luiz. As sessões são simultâneas mas os espetáculos, apesar de terem o mesmo nome, são diferentes.

A proposta inicial dos auéééu - Teatro consistia numa encenação do texto de Samuel Beckett, Leão Marinho (1951), que propõe a realização de um mesmo espetáculo em dois teatros diferentes a decorrer ao mesmo tempo. Segundo a companhia "divergências estéticas, políticas e pessoais no seio da companhia tornaram inevitável a sua separação". Assim, esse espetáculo inicial deu origem a dois espetáculos distintos, ambos intitulados F, que se estreiam esta quarta-feira em Lisboa: um no Teatro Nacional D. Maria II e outro Teatro São Luiz.

A alegada discussão entre os vários elementos do grupo tem sido documentada, ao longo das últimas semanas, nas redes sociais do grupo. Como num divórcio, houve que fazer partilhas: a parte do grupo que está no Nacional (Beatriz Brás, Filipe Velez, João Santos, Sérgio Coragem) expressa-se no Facebook, a parte do grupo que se apresenta no São Luiz (Joana Manaças, João Silva, Miguel Cunha e João Santos) ficou com o Instagram.

Cada uma das metades do grupo alega ser a detentora da verdade. O F do título remete-nos imediatamente para o F For Fake (F de falso), de Orson Wells. Trata-se, portanto, de um espetáculo em que se questionam os conceitos de verdade e de mentira, em que se usa o conceito de fake news e se leva ao limite a fraude do jogo teatral.

As sessões são simultâneas. Os espectadores terão de escolher qual a versão da história que querem ver ou, então, ir ver os dois espetáculos.

F
auéééu - Teatro
No Teatro Nacional D. Maria II e no Teatro São Luiz, em Lisboa
De 28 de outubro a 8 de novembro
De quarta a sábado às 19.30, domingo às 17.30
Bilhetes: 12 euros

Mais Notícias