"Vai ser um espécie de best of dos Xutos"

Os Xutos & Pontapés são os únicos representantes nacionais no palco principal do primeiro fim de semana, onde o guitarrista Zé Pedro promete uma grande festa.

Tal como Ivete Sangalo, também a presença dos Xutos & Pontapés no palco principal do Rock in Rio é já um verdadeiro clássico. Desde 2004, foram já cinco concertos (quatro em Lisboa e um no Rio de Janeiro). Hoje à noite, estão de volta, mantendo assim o estatuto de totalista em todas as edições portuguesas. A banda portuguesa é a segunda a subir ao palco, depois dos ingleses Stereophonics e antes da grande estrela da noite, Bruce Springsteen. "Sabemos do que as pessoas estão à espera e não há muito a inventar, é apenas fazer a festa", promete o guitarrista Zé Pedro ao DN.

Com esta, já vai ser a quinta atuação dos Xutos & Pontapés no Rock in Rio Lisboa, um feito apenas conseguido pela Ivete Sangalo...

É verdade, somos só nós e a Ivete, mas ela ainda nos ganha, porque também costuma atuar sempre no Rio de Janeiro e os Xutos só lá foram uma vez, para tocar com os Titãs, num momento que foi muito especial para nós.

Que espetáculo vão apresentar hoje à noite, algo de especial?

Num festival como o Rock in Rio não há muito que inventar. As pessoas estão à espera de ouvir os clássicos e é isso que vamos fazer. Vai ser um espécie de best of dos Xutos, que é o alinhamento ideal para o momento e para a duração do concerto. Basicamente vamos fazer uma grande festa ao som dos nossos maiores êxitos.

E depois dos Rolling Stones, voltam aqui a partilhar o palco com um dos maiores nomes do rock, neste caso Bruce Springsteen...

Por acaso, há 4 anos, também tocámos no mesmo dia do Springsteen, pelo que até já começamos a repetir cromos (risos).

Há algum momento especial, que lhe tenha ficado na memória, destas atuações no Rock in Rio?

Houve muitos, mas há um que recordo especialmente, na primeira edição do festival, quando conheci o Dave Grohl, dos Foo Fighters. Tive a oportunidade de assistir a um ensaio deles no Garage e ficámos um bocado à conversa, tal como depois do concerto. É uma pessoa muito afável e simpática. E também quando conheci os Kings of Leon, que na altura eram uma das minhas bandas favoritas e depois foram ver o nosso concerto.

E este ano, há algo que queira especialmente ver?

O Bruce Springsteen, claro, mas também estou muito curioso com os Hollywood Vampires. Gosto bastante destas formações que recuperam os clássicos do rock, ainda para mais com o Alice Cooper a cantar e o Johnny Depp a tocar guitarra.

Mais Notícias