Campeão do mundo põe A Bela e o Monstro a deslizar no gelo

Uma das mais belas histórias de amor da Disney é recriada no gelo com a ajuda do campeão do mundo de patinagem artística

Filipe Galego parece flutuar na pista. O título de campeão do mundo de patinagem artística ajuda-o a rodopiar nas páginas da fábula, enquanto o elenco faz os últimos preparativos nos bastidores. Técnicos e assistentes de cena afinam pormenores no castelo encantado da Bela e o Monstro, a dois dias da estreia do musical, na tenda exterior do Allegro de Alfragide. Para os jornalistas, são escolhidas quatro cenas de uma das mais belas histórias de encantar de sempre, eternizada pela Disney no cinema e recorde de bilheteira em 1992. Bela é uma menina que não aceita o seu destino e o Monstro é um príncipe preso por um feitiço que só o amor pode quebrar. Será a Bela capaz de ver o verdadeiro Monstro? Será o Monstro capaz de encontrar em si a coragem para amar? Serão eles capazes de superar as suas diferenças?

As devidas respostas estão aqui na última produção da AM Live, onde todos os detalhes são pensados ao pormenor, desde o guarda--roupa às muitas acrobacias no gelo. Carla Andrino, José Carlos Pereira e Ricardo de Sá dão vida às personagens principais deste conto, num total de 21 atores, num espetáculo de uma exigência física “extrema” que não permite apenas um elenco fixo. Há uma espécie de segunda equipa para cobrir as quatro sessões diárias até janeiro. Nuno Barbot, na gestão do projeto da AM Live, explica que para este espetáculo há os chamados atores swing, que se desdobram em vários papéis. Diogo Faria faz de Monstro e de Gastone, por exemplo. As Belas Sara Madeira e Joana Oliveira fazem o swing de xícara e espanador, respetivamente.

A preparação foi intensa: um mês e meio de ensaios que chegam muitas vezes a 12 horas por dia. “Faço surf e esqui e não tem nada que ver com isto. Houve uma altura que estava de tal forma com medo que já estava a condicionar a parte artística, bastava parar dois dias e voltava à estaca zero”, diz José Carlos Pereira, o castiçal do palácio.

A Filipe Galego, patinador desde os 5 anos, cabe a missão de ensinar os colegas e, para ele, a alta competição e o teatro musical, já se tornaram “dois amores possíveis”, sendo este o terceiro espetáculo que consegue conciliar com a agenda de alta competição. A parte mais desafiante, segundo o bailarino, é a adaptação ao pequeno palco, já que está habituado a pistas bem maiores. Quanto ao sonho, Filipe sabe bem o quanto é importante persegui-lo. “Esta história leva-me sempre a sonhar também, o meu desejo é que faça as pessoas acreditar e nunca desistir!”

A bela e o Monstro no Gelo
Tenda exterior no Allegro de Alfragide
Até 7 de janeiro
Bilhetes: 14,5 € (há vários descontos)

Mais Notícias

Outras Notícias GMG